Tudo isto é triste, tudo isto é fado...


Ministro da Agricultura elogia política de prevenção e vigilância de fogos

O novo ministro da Agricultura, Pescas e Florestas, Carlos da Costa Neves, elogiou hoje a política de prevenção e vigilância de incêndios realizada pelo seu antecessor e afirmou que foi feito um "esforço notório".

"Não posso deixar de saudar o trabalho desenvolvido pelos serviços deste Ministério, em articulação com entidades actuantes", referiu.

"Os números falam por si e demonstram a prioridade que esta questão assumiu", salientou o ministro, prometendo para mais tarde a divulgação das medidas que estão em curso.

De acordo com os últimos números disponíveis, até domingo arderam cerca de 30 mil hectares de floresta, uma situação que levou o Governo português a pedir ajuda à União Europeia para o combate às chamas. (...)

Na segunda-feira, o ministro da Administração Interna, Daniel Sanches, adiantou que nos primeiros dois dias desta semana o número de incêndios quadriplicou relativamente ao mesmo período do ano passado e admitiu que, face à quantidade de fogos, os meios nunca são suficientes. (...)

Cortes na prevenção de fogos atingiram os 50 por cento

Anterior Executivo (de Barroso) reduziu verbas para o Instituto da Conservação da Natureza. Com resultados trágicos no Parque da Arrábida, Peneda-Gerês e Serra de Monchique.



Aumentou a capacidade de resposta aos incêndios", declarou Pedro Santana Lopes a 27 de Julho de 2004 no debate do Programa do Governo, na Assembleia da República, depois de considerar que já o executivo anterior, liderado por José Manuel Durão Barroso, tinha contribuído para melhorar essa capacidade de resposta

mais palavras para quê ?

N.A. O Dr. Lopes tinha prometido hoje "começar a governar". E não, isto não é para os apanhados...


Publicado por Manuel 17:48:00  

4 Comments:

  1. daniel tecelão said...
    Os burros coçam-se uns aos outros!!!
    Anónimo said...
    "Os Fins Justificam os Meios"

    Tudo indica que a Esquerda desesperada está por detrás destes fogos. Os especialistas falam em mão criminosa organizada, por detrás da maior parte dos incêndios. Nas áreas onde os Técnicos decidiram que não era necessário haver Comandos Operacionais, e os políticos da Oposição (que não são técnicos) gritaram contra, apareceram fogos de contornos organizados.
    A Esquerda está desesperada, fez duas manifestações ilegais a pressionar o Presidente da República para convocar eleições, e quando este decidiu pela continuidade, insultaram-no e chamaram-no de ditador.
    O Governo ainda mal começou e eles estão a fazer de tudo para não o deixarem governar.
    A Esquerda está a fazer de tudo para emperrar o Regime Democrático e o País. Os incêndios são um dos meios!

    www.riapa.no.sapo.pt
    Anónimo said...
    E viva a paranóia. Alguém se esqueceu de tomar os comprimidos? Oooops, olha o Louçã com um Zippo.
    Pedro M said...
    Parece paranóico, não é?
    Não será assim tanto.
    Depois que eu vi um dossier imenso de um pequeno proprietário florestal que tudo tem feito para proteger o que é seu e dos seus vizinhos, dossier esse que inclui documentação, provas e missivas à PJ (com avisos de recepção) sobre casos estranhos, a coisa não será assim tão estranha. Uma coisa é certa: a PJ tem conhecimento de MUITA coisa estranha (passe a redundãncia).
    Não que eu esteja a defender nenhuma cor política porque entendo que as coisas são como aqui se advoga neste blog: quem manda é o partido único de duas fações (PSD e PS). E é por isso que nada se faz, descobre, pune.

Post a Comment