"reality distortion field"

O mundo não existe, a incompetência não existe, a pobreza também não. As reformas essas já foram todas feitas e pasme-se "O futuro conta connosco com a nossa experiência e a nossa competência e sobretudo com a nossa auto-estima". Isto não é um qualquer discurso de um qualquer Fidel Castro, ou de um delirante ditador norte-coreano, isto é - pasme-se - o discurso oficial do Partido Social Democrata - braço Santana Lopes em versão tempo de antena.

Não sei se Santana Lopes acredita mesmo nisso, nem me interessa. O Santana Lopes que se move entre a beautifull people deste país não liga a detalhes... Estava escrito nas estrelas quer seria Primeiro Ministro e é-o, logo para quê maçar-se, e maçar-nos com a verdade, quando a verdade é suposto acabar por ser aquilo que ele quer?



Hoje vieram a lume mais uma série de ninharias, daquelas a que o Lopes não liga, porque não se coadunam com a sua grande visão, os seus grandes planos. Uma santanette, agora vice-presidenteda Câmara Municipal de Lisboa, na qualidade de gestora - nomeada pela CML - na sociedade gestora do MARL em conluio com uma outra alminha também gestora achou por bem comprar carrinhas - repito carrinhas - Mercedes alta gama, como viatura de representação. Uma questão de sensibilidade - grande eufemismo - dizem, numa empresa à beira da falência... O director nacional da PSD demite-se. Digam o que disserem sindicatos, e oposições, goste-se ou não do personagem, o facto é que Mário Morgado sabia muito bem o quer queria para a PSP, que funcionava. O novel ministro impôs o downsizing da funcionalidade da PSP e muito dignamente Mário Morgado bateu com a porta. Entretanto a Adelino Salvado assaltaram a casa, é a vida, não lhe levaram o cacetete mas um dia destes cassetes pelo correio ainda lhe vão lixar a vida. No affair GALP sabe-se agora que a Parpública (Estado i.e. nós todos) abdica dos lucros da GALP para um privado poder comprar parcelas da mesma (!), havemos de voltar ao assunto. Noutra frente "três ministérios diferentes do novo Governo estão a cobiçar a Casa do Ambiente e do Cidadão, um palacete na zona da Lapa, em Lisboa, cuja recuperação contou com um forte apoio financeiro da União Europeia no pressuposto de que se destinaria exclusivamente a funções de educação ambiental e participação pública. As obras, concluídas há três anos, orçaram em 1,75 milhões de euros, tendo obtido um apoio de 75% dos fundos comunitários para o ambiente."

Isto, meus caros, já não são meros casos clínicos, são casos de polícia, caso houvesse uma que funcionasse, claro...


Publicado por Manuel 14:48:00  

7 Comments:

  1. Anónimo said...
    Ó MANUEL, já é tempo de os juízes deixarem de ser polícias e voltarem a ser o que são. Ainda há muitos fora da judicatura, lamentavelmente.
    Manuel said...
    Verdade, mas quem garante que o que se segue também não vai ser magistrado ?
    Pinto Nogueira said...
    Essa de processo disciplinar à "pobre criatura que ocupa um pobre lugar" por lhe assaltarem a casa, não lembra nem ao diabo. E eu não aprecio, como é sabido, o seu trabalho.Agora processo disciplinar por isso...
    Anónimo said...
    Isso já é futurologia, MANUEL.
    irreflexões said...
    Caro Manuel,

    Nem parece seu. Escapu-lhe um promenor. Uma das duas agraciadas já tem um outro carro de serviço, e com motorista, da CML.
    Pedro M said...
    "As reformas essas já foram todas feitas".

    Um comentário assim foi feito ainda este ano (entrevista do "O Independente") pelo Dr. Pedro Duarte (Doutor, valha-nos Deus!) a propósito do "cansaço" que o PSD inspirava. Para a sumidade, o facto de todas as reformas terem sido feitas era a justificação para o imobilismo governativo.
    E é um tipo destes Secretário de Estado!
    Pedro M said...
    "As reformas essas já foram todas feitas".

    Um comentário assim foi feito ainda este ano (entrevista do "O Independente") pelo Dr. Pedro Duarte (Doutor, valha-nos Deus!) a propósito do "cansaço" que o PSD inspirava. Para a sumidade, o facto de todas as reformas terem sido feitas era a justificação para o imobilismo governativo.
    E é um tipo destes Secretário de Estado!

Post a Comment