notas de rodapé

  • A verbas envolvidas no SIRESP rondam, por baixo, os 538 milhões de €uros. Nada mau para um investimento empírico sem qualquer estudo sério que o sustente e balize, o qual vai deixar nas mãos de privados o controlo de toda a informação sensível (PSP/PJ/SEF/SIS) do Estado Português. Berlusconni que aprenda, os sobreiros foram um mero acidente de percurso.
  • Já tinha escrito sobre Carrilho aquí, o corolário está aqui, falta dizer que se ganhar Lisboa Carrilho tem, habituem-se, sérias hipóteses de se impor, ele próprio, a Sócrates.
  • O Jornal de Negócios, na sua edição de ontem, chamou, com todas as letras, mentiroso a Miguel Horta e Costa, Barão e CEO da PT. Miguel Horta e Costa, presidente da Portugal Telecom, diz, em entrevista, que a empresa não teve qualquer contrato recente que dependesse do Governo brasileiro, e o jornal acidamente nota na primeira página que a entrevista foi efectuada antes da «Época» noticiar benefícios da Anatel (autoridade brasileira de telecomunicações) à PT.
  • Ainda ontem divagava sobre o contexto da demissão de Fernando Lima do DN, uma cronologia curiosa está hoje aqui.
  • Sobre o ónus da prova, que não compete à PT segundo afirmava a semana passada Miguel Horta e Costa... E o que ainda aí vai vir...
  • Completa sintonia com Franscisco José Viegas. Faz falta agora n(um)a Grande Reportagem. (recordar também, cronologicamente, aqui, aqui e aqui).

Publicado por Manuel 13:47:00  

2 Comments:

  1. Clara said...
    Carrilho já desmentiu a notícia. O DN já nos habituou a este jornalismo de sarjeta, em que, pelos vistos, alguns blogues acreditam piamente.
    Horta e Costa é mesmo mentiroso, e espera-se que Sócrates o demita brevemente.
    Anónimo said...
    Pois, mas também já há um claro desmentido ao desmentido. E parece que há, pelo menos, uma testemunha:

    http://dn.sapo.pt/2005/08/10/nacional/de_alegre_a_soares_o_on_off.html

    Esta versão está a correr desde ontem e o silêncio de Carrilho já é ensurdecedor.

    Mas a fé cega da Clarinha merece toda a indulgência do Mundo. Força! Não esmoreça! Com paladinos como a Clara, o Governo e o PS não correm o risco de convencer ninguém.

    Espero que o tipo de militância da Clara seja só verdura. Não a quero desiludir, mas olhe que isto de ser girl já conheceu melhores dias...

Post a Comment