Bavaroise de acesso à liga milionária, vulgo, Campeões




Ingredientes:

  • 500 grs de Simão pilé
  • 1/2 chávena de suspensão da incredulidade
  • 1/2 ou 1 lata de Zahovic
  • 12 equipamentos de persistente gosto duvidoso
  • 7 folhas de Moreira parece mesmo meio amaricado ao sair dos treinos com a pochete das chuteiras debaixo do braço
  • chantilly q.b. no penteado do afidalgado novo lider do departamento de bolapé



Preparação:

Põe-se o Simão com a suspensão da incredulidade ao lume até estar em ponto de pérola. Em seguida junta-se o sumo de meio Zahovic e volta ao lume até tomar o mesmo ponto. Deixa-se arrefecer um pouco e juntam-se-lhe os equipamentos de persistente gosto duvidoso previamente batidos. Leva-se ao lume brando mexendo continuamente até engrossar; ainda ao lume juntam-se as 7 folhas de Moreira parece mesmo meio amaricado ao sair dos treinos com a pochete das chuteiras debaixo do braço que deve ter estado a amolecer em água fria, pelo menos dez minutos e retira-se do lume. Batem-se as esperanças em castelo, misturam-se no calor do evento desportivo e deita-se na forma dos campeonatos anteriores molhada em água fria. Deixa-se gelar de um dia para o outro e desenforma-se molhando rapidamente a moral colectiva do País em água quente. Guarnece-se à volta com rodelas de Trapattoni e por cima com rosetas de chantilly Vieira.



Publicado por Visconti 19:00:00  

8 Comments:

  1. josé said...
    E a táctica pode ser esta, já testada pelo grande Jaime Pacheco:

    "Na primeira mão da eliminatoria da taça UEFA que opunha o Parma ao Vitória de Guimarães, Jaime Pacheco é indagado pertinentemente pelos jornalistas, sobre a táctica a usar durante o jogo. Jaime Pacheco responde e consegue confundir tudo e todos...
    "...Vamos jogar ao ataque, fechadinhos lá atrás..."
    Manolo Saavedra said...
    Com o que se viu, nem com a Maria de Lourdes Modesto,
    o Chefe Silva e o cozinheiro preto da BBC Prime (canal 41) conseguiam um petisco tragável.
    Pode ser que na UEFA tentem uma caldeirada (para isso
    recomendo os conselhos de J.Pacheco)
    Anónimo said...
    Não se brinca com coisas sérias...
    O Sr. Trapa devia estar no museu, quando será que o GLORIOSO arrisca num treinador sem medo e competente?

    Mas para vocês sportinguistas snobes aqui vai:

    O BINFICA É UMA NAÇÃO!!!

    Toma...e saudações olimpicas.

    Caramelo Amargo
    Anónimo said...
    Caro Caramelo Amargo,
    as glórias do Benfica são como o Portugal dos Descobrimentos, pertencem ao passado, daí o Sr Trapa estar lá muito bem. Quanto a GLORIOSO, não se esqueça da história recente, daquele "clube de bairro" que não tem 6 milhões de simpatizantes: o Futebol Clube do Porto.

    ass) Puro Veneno
    Santa Cita said...
    Ainda deve ter custado mais porque é o Sporting Anderlecth. Eh Eh Eh!
    Anónimo said...
    O glorioso já não é o que era. Rendido aos cifrões do José Veiga nem a um Anderlecht de segunda conseguem ganhar. O melhor é começarem a tocar a cassete do costume: o xistema não deixa os seis milhões celebrar vitórias. Falta agora vir alguém dizer que a culpa é Trapa, o homem que estava nos píncaros quando, como de costume, guindou o Benfica a campeão do defeso.
    Anónimo said...
    Quem costuma jfalar do sistema é o homem dos entrepostos não o dos pneus.
    Mas reconheço que o Glorioso não vai bem.
    Quem sabe da poda é o pintinho.

    Boas...

    Caramenlo Amargo
    PMG said...
    Eu sugiro que se faça uma selecção de 20 taxistas de aeroporto sócios do Benfica e os convidem a deBATER com o Veiga os critérios usados na escalação da equipa.

Post a Comment