"Chicken Run"

Assim que se começou a desenhar a real possibilidade de Durão Barroso vir a presidir à Comissão Europeia, a maioria dos analistas e comentadores políticos, mesmo os insuspeitos de terem grandes simpatias pelo PM português, assumiram, em uníssono, que essa nomeação constituiria motivo de orgulho e prestígio para Portugal. Isto, apesar de quase todos também reconhecerem que a presidência de Barroso apenas era possível por se tratar de um dirigente de um país periférico e sem influência. Querem estes comentadores significar, no meu entender, que não ter influência e ser periférico é prestigiante e motivo de orgulho.

E, de tantas vezes repetida, a afirmação de que a nomeação de Barroso para PCE é motivo de orgulho nacional, passou a ser ideia por quase todos aceite e indiscutível.

Eu, pelo contrário, penso que assim não é.

A nomeação de Barroso, quando muito, é motivo de orgulho para o próprio que, mais uma vez, demonstrou ser um político calculista e manobrador, circunstâncias que em política, ao contrário da ética, constituem qualidades apreciáveis.



Ao mesmo tempo, outros analistas afadigaram-se a propagandear que a nomeação do PM seria muito importante para os "intereses portugueses", esquecendo-se de referir que o PCE não é um representante do país de origem, mas sim o presidente de um órgão colegial de dezenas de membros e, enquanto tal um moderador com possibilidades muito limitadas de poder favorecer os interesses de qualquer país, inclusive o seu.

Passar estas ideias do "prestígio" para o nosso País e do "interesse nacional", contudo, são muito importantes para Barroso poder justificar a saída do governo.

Assim, não haveria quebra de compromissos eleitorais, não haveria fuga a responsabilidades, haveria apenas a continuação da defesa abnegada dos interesses nacionais embora em cenário diferente.

Eu, contudo, alma insensível a tanta abnegação, apenas consigo ver na saída de Barroso uma fuga...

E, para quem durante dois anos tanto criticou Guterres, uma fuga ainda mais desonrosa que a deste.

Publicado por Nicodemos 18:20:00  

1 Comment:

  1. Pinto Nogueira said...
    Mas o PM não jurou ser PM até ao fim? Agora pira-se e deixa isto tudo na m......

Post a Comment